Você já ouviu falar do “Arduino”?

Arduino é uma plataforma de prototipação de código fonte aberto e hardware livre, que utiliza-se de hardware e software de maneira versátil, permitindo qualquer usuário com conhecimentos básicos de eletrônica e lógica de programação a criação de equipamentos capazes de sensorear e automatizar ambiente doméstico ou industrial. 

Neste artigo vamos entender um pouco, de forma bastante resumida, quem é o Arduino e um pouco de sua história.


Surgimento do Arduino

O surgimento do Arduino veio na dificuldade encontrada pelos alunos da cidade de Ivrea, na Itália, em 2005, em utilizar tecnologia de prototipação para pequenos projetos escolares no Interaction Design Institute, onde formou-se uma parceria entre o professor Massimo Banzi e o pesquisador da Universidade de Marmo, David Cuartielles, surgindo então a ideia de construir um hardware que conseguisse interagir com projetos escolares de baixo custo e complexidade, atrelado a isso uma linguagem de programação (C/C++) de fácil aprendizagem.

A partir dessa união originou-se o ARDUINO, um micro controlador open source de baixo valor aquisitivo capaz de automatizar vários ambientes.

Atualmente é comercializado sob o nome “Arduino” nos EUA e “Genuino” no restante do mundo. Seu sucesso foi sinalizado com o recebimento de uma menção honrosa na categoria Digital Communities em 2006, pela Prix Ars Electronica, além da marca de mais de 50.000 placas vendidas até outubro de 2008.

img-arduino-exemplos

Exemplos de Placas Microcontroladores Arduino. (C) Experimentoria, 2015.


Utilização do Arduino

A criação do Arduino proporcionou grandes avanços na automação em geral, nas universidades os acadêmicos de cursos na área de engenharia e tecnologia e suas ramificações, como também agronomia, agroindústria entre outras, desenvolvem produtos tecnológicos capazes de automatizar e controlar grandes tarefas manuais.

img-arduino-historia

Placas Arduino vs Genuino. (C) Experimentoria, 2015.

O Kit do Arduino consiste basicamente do software, o IDE (Integrated Development Environment ou Ambiente de desenvolvimento integrado) que pode ser baixado no Site Oficialalém da placa Arduino, que conta com uma variedade enorme de configurações (modelos, como visto no tópico acima, sobre o surgimento) disponíveis à venda no mercado, ficando ao gosto do freguês.

Sozinha, esta placa não serve para praticamente nada. Por este motivo existem no mercado também diversas outras, conhecidas como shields, com variadas funcionalidades que podem ser acopladas à plataforma, como sensores destacáveis que integram o conjunto de hardware responsáveis por captar, luminosidade/opacidade, distância, massa, calor, umidade, etc. Com esse conjunto, é possível inventar/criar/desenvolver as mais diversas ideias, bugigangas e utilidades, dependendo do seu propósito. 

Para entender melhor, imagine o Arduino como um “polvo”, porém, sem tentáculos, nessas condições todo seu sistema de locomoção, defesa, captura de alimentos estaria comprometida, seguindo o raciocínio, as Shields são os “tentáculos” do Arduino responsáveis por toda a captura e sensoriamento do projeto.

Na Automação Residencial, os microcontroladores juntamente com as Shields podem ser utilizados para automatizar qualquer função como: ligar/desligar lâmpadas, tomadas, disjuntores, sensorear cômodos, portões, piscina, enfim, sua aplicação fica a critério da imaginação do construtor, pois a plataforma possibilita uma grande variedade de implementações.

Empilhando essas plaquinhas dá para fazer mais coisas entre os Céus e a Terra que possa explicar nossa vã filosofia. (José Araújo Moraes, 2017).

Dentre os exemplos de coisas do cotidiano que é possível automatizar com o Arduino pode-se citar:

  • Automatização de portas janelas, iluminação, cortinas, bombas d’agua, churrasqueiras, ventiladores, cadeiras de rodas, brinquedos, dispensador de alimentos para animais domésticos;
  • Monitoramento de ambientes como quarto das crianças ou qualquer outra área,
  • Vestíveis;
  • Impressão 3D;
  • Além de quase tudo relacionado a IoT (Internet of Things – Internet das Coisas).

Arduino Day

Um evento mundial, reunindo Arduino, Pessoas e Projetos!

Arduino Day é uma celebração mundial de aniversário do Arduino no dia 1 de Abril, um evento de 24 horas, organizado diretamente pela comunidade, fundadores do Arduino e amantes da robótica, onde as pessoas interessadas em Arduino se reúnem, compartilham suas experiências e aprendem mais sobre novos projetos, além de discutir sobre tendências de novas prototipagem e ideias.

cover-arduino-day-2017

Capa do Evento em 2017. (C) Arduino Day, Site Oficial, 2017.

No ano desta publicação (2017),  o evento oficial será realizado na cidade de Torino na Itália. No mundo, diversas instituições também apoiam o evento e abrem portas para a comunidade conhecer melhor tanto o Arduino quanto projetos desenvolvidos por suas equipes.

O Arduino Day 2017 é gratuito e aberto a toda a comunidade.


Fontes

Lucas O Toloto

Analista de Tecnologia da Informação, Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Estácio) e Pós-graduando em Desenvolvimento de Aplicações Móveis (FCV). Professor, Palestrante e Programador. Desenvolvedor de Aplicativos Móveis para Android. Programador JAVA para Desktop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =